Por: Kamila Katrine/COEX

 

Reunião com integrantes do JABRE

Reunião com integrantes do JABRE

A Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários (PRAC), através da Coordenação de Extensão Cultural (COEX), torna pública a abertura das inscrições para o projeto Jabre (Laboratório de Cinema para Jovens Paraibanos), que visa incentivar a produção de 15 propostas a serem trabalhadas para roteiros, teoria do cinema e fotografia de curtas-metragens.

As inscrições para o V Jabre (Laboratório de Cinema para Jovens Paraibanos) vão até o dia 20 de junho. Para se inscrever basta entrar no site do projeto (link: https://laboratoriojabre.wordpress.com), clicar na aba “inscrições”, escrever um argumento destinado à produção de curta-metragem com no mínimo 40 linhas e depois escrever a relevância do tema proposto. Estão abertas 15 vagas distribuídas da seguinte forma:

– 10 (dez) vagas para jovens de cidades com menos de 100 (cem) mil habitantes;
– 5 (cinco) vagas para jovens de cidades acima de 100 (cem) mil habitantes.

Nesta quinta edição, o Jabre acontecerá de 9 a 12 de julho, no Hotel das Alturas, na cidade de São José de Piranhas, sertão da Paraíba.

O PROJETO:

Grupo do JABRE

Grupo do JABRE

O projeto Jabre é coordenado pelo jornalista Torquato Joel, pela professora da UFPB, Virgínia Gualberto, e pelo fotógrafo Saullo Dannylck. O principal objetivo é estimular jovens, em especial do interior paraibano, a produzir curtas-metragens, de modo a descentralizar a produção que acontece apenas em algumas cidades da Paraíba.

Nas quatro edições anteriores, o projeto possibilitou o acesso de jovens de mais de 25 cidades da Paraíba a conteúdos no que se refere à produção cinematográfica. Alguns dos roteiros criados a partir desse Laboratório foram transformados em filme – parte deles através da premiação do próprio projeto- sendo inclusive premiados em importantes festivais do Brasil.
O V Jabre é uma realização da Universidade Federal da Paraíba, através da PRAC/COEX e da Azougue Filmes, tendo como apoio o Projeto Cinestésico.

livro

Capa do livro de Ligia Tavares

Por: Arthur Medeiros/COEX

Amanhã (dia 11/06, quinta-feira), durante o I Seminário de Educação Geográfica (EDUGEO), acontecerá o lançamento do livro “Mata Atlântica na sua Escola: Educação e Conservação Ambiental”, de autoria da geógrafa e ambientalista, professora Lígia Maria Tavares da Silva. O evento ocorrerá a partir das 18h, no Auditório de Geociências, no Centro de Ciências Exatas e da Natureza da Universidade Federal da Paraíba (CCEN/UFPB).

A professora Lígia Tavares é integrante do projeto “UFPB na sua escola: A ciência em suas mãos” (Projeto 5532/Edital: Capes Novos Talentos 2012), vinculado à Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários da UFPB (PRAC).

Programação da mesa redonda com temas a serem abordados e convidados.

Programação da mesa redonda com temas a serem abordados e convidados.

Por: Arthur Medeiros/COEX

A Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários da Universidade Federal da Paraíba (PRAC-UFPB) e o programa de extensão “Porto do Capim em Ação” realizarão uma Mesa Redonda sobre a “Requalificação do Porto do Capim, segundo uma perspectiva participativa e de inclusão social”, que será realizada no próximo dia 15 (segunda-feira), às 9h, no Auditório da UFPB Virtual, no Campus I – João Pessoa.

O objetivo do encontro é apresentar o andamento dos projetos de extensão que professores e estudantes da UFPB vêm realizando na área do Porto do Capim e comunidades adjacentes. Para participar do debate, foram convidados o Prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, e os seus Secretários: Zennedy Bezerra (Planejamento), Socorro Gadelha (Habitação Social), Daniella de Almeida Bandeira (Meio Ambiente) e Hildevânio Macedo (Desenvolvimento Urbano).

O programa de extensão “Porto do Capim em Ação”, contemplado no edital PROEXT 2015/2016, do Ministério da Educação, com o primeiro lugar em nível nacional na linha de Desenvolvimento Urbano, é integrado por cinco projetos: Memória e Documentação, Ensino de História e Educação Patrimonial, Requalificação Ambiental, Assessoria Jurídica Popular e Requalificação Urbana e Arquitetônica.

O Pró-Reitor da PRAC, professor Orlando Villar, disse que acredita no sucesso de um trabalho conjunto entre a UFPB, a Prefeitura Municipal de João Pessoa e a Comunidade do Porto do Capim. “Como engenheiro civil que sou, afirmo que os trabalhos que iremos apresentar, já endossados pela comunidade, são perfeitamente executáveis e de comprovada viabilidade econômica”, informou ele. Continue lendo

11303453_10200573387615187_1780351668_n

Marcos Santana apresentando os projetos.

Por Kamila Katrine/COEX

Na tarde do dia 22 de maio, professores e estudantes de arquitetura da Universidade Federal da Paraíba puderam conhecer os projetos do Parque do rio Sanhauá e de revitalização da Lagoa Sólon de Lucena. A apresentação, a convite do curso de Pós Graduação em Arquitetura e Urbanismo da UFPB, foi conduzida pelo arquiteto responsável, Marcos Santana. O objetivo do encontro foi debater as principais decisões projetuais e os procedimentos técnicos utilizados na elaboração dos projetos e de que forma estes serão realizados.

Desde o ano passado, muito se discute a respeito desses dois projetos de grande importância para a cidade de João Pessoa. Dos motivos que geram tais discussões, podemos listar: a maneira que essas obras serão realizadas sem que se prejudique o dia a dia da população, por estarem locadas em áreas de muita circulação; se a revitalização desses locais é realmente necessária; e, por último, o que será feito dos atuais ocupantes.

Após a apresentação, estudantes e professores fizeram questionamentos  a respeito dos prejuízos que estas obras trarão a inúmeras pessoas, visto que neles é prevista a retirada dos bares da Lagoa, com exceção feita do Cassino (por se tratar de uma edificação tombada), além da remoção de todos os habitantes das comunidades ribeirinhas do rio Sanhauá, a exemplo dos moradores da Vila Nassau, Porto do Capim e Frei Vital.

Continue lendo

Por: Arthur Medeiros/COEX

Cartaz do Curso de Formação para Cuidadores

Cartaz do Curso de Formação para Cuidadores

O Núcleo Integrado de Estudos e Pesquisas da Terceira Idade (NIETI), vinculado à Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários (PRAC), da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), está abrindo inscrições para curso que pretende capacitar profissionais para o cuidado integral às pessoas idosas. As inscrições poderão ser realizadas entre os dias 1 e 30 de junho, na sede do NIETI (andar térreo da Reitoria), durante as segundas, terças, quartas e sextas-feiras, das 9h às 12h.

O curso terá início a partir de 7 de julho e se prolongará até 26 de novembro, possuindo uma carga horária de 160 horas-aula, distribuídas entre 9 módulos. As aulas serão promovidas nas terças e quintas, no horário das 8h às 12h, na Sala de Reuniões da PRAC (andar térreo da Reitoria).

Para a inscrição serão necessários o certificado de conclusão do ensino fundamental, cópia da carteira de identidade, CPF e comprovante de pagamento da taxa de inscrição no valor de R$ 50,00. O curso oferece 30 vagas que serão preenchidas por ordem de inscrição.

As aulas terão caráter teórico-prático e abordarão conceitos relativos ao envelhecimento e à velhice, cuidados gerais para com o idoso, manuseio ou manipulação de idosos em situação de dependência; higiene pessoal, sono, alimentação, locomoção, medicamentos, além de noções básicas de cidadania, legislação pertinente aos direitos dos idosos, comunicação, relacionamento familiar, atividades físicas e de lazer, violência contra o idoso e sexualidade. Como também serão debatidos temas que dizem respeito à saúde do próprio cuidador de idosos.

Continue lendo

Por Kamila Katrine/COEX
Fotos: Dario Junior

Na última quinta-feira (15) aconteceu no Núcleo de Arte Contemporânea à abertura da exposição “Andruchak Geometricismo Contemporâneo” do artista Marcos Andruchak. O evento contou com a presença do Pró-Reitor da PRAC, Orlando Villar, do coordenador da COEX, Antônio Gualberto, da coordenadora do NAC, Aluízia Márcia, demais estudantes e apreciadores das artes plásticas.

A exposição “Andruchak Geometricismo Contemporâneo” reúne vinte telas em que o artista trabalha a composição a partir de um estilo único: curvas e retas numa precisão matemática que busca a geometria das formas aliada aos traços multicoloridos . Para chegar a essa composição, Andruchak estudou minuciosamente diversos pintores e buscou criar um estilo que fosse só seu, denominando-o de Geometricismo.

Em João Pessoa, na quinta-feira (15), Marcos Andruchak trouxe ao Núcleo de Arte Contemporânea outra característica de um trabalho que já desenvolve no Rio Grande do Norte, o muralismo. O pintor, reunido com estudantes de Arquitetura da UFPB, pintaram um dos muros do NAC, deixando de forma permanente o belo registro de sua passagem pela cidade.

As telas de Marcos Andruchak estarão disponíveis a apreciação até o dia 18 de junho no Núcleo de Arte Contemporânea, localizado na Rua das Trincheiras nº 275 no Centro.

A exposição é uma parceria do Núcleo de Arte Contemporânea (NAC) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) com o Núcleo de Arte e Cultura da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Tem como apoio para a realização a Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários, a Coordenação de Extensão Cultural (COEX), por meio do Núcleo de Arte Contemporânea (NAC), com coordenação da professora Aluízia Márcia.

cx1cx3

cx8cx10