EDITAL PROBEX 2014 - Baixe Aqui

PROGRAMA DE BOLSA DE EXTENSÃO – PROBEX

CONVOCATÓRIA – 2014

A Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários – PRAC e a Coordenação de Programas de Ação Comunitária – COPAC convocam a Comunidade Universitária a participar do Programa de Bolsas de Extensão – PROBEX, Edição 2014.

Esse programa se constitui em uma das estratégias da política de extensão da UFPB, que prioriza a formação acadêmica e cidadã do seu corpo discente através de ações identificadas com as necessidades e as demandas da sociedade paraibana, no sentido de promover o desenvolvimento a partir de um trabalho conjunto com as comunidades e grupos envolvidos.

O PROBEX é mantido com recursos próprios da Universidade, previstos no seu orçamento, e tem o propósito de contribuir para a formação acadêmica dos estudantes dos cursos de graduação e das escolas técnicas, a partir da experiência em ações de extensão universitária. A COPAC é responsável pela seleção de projetos e implementação das bolsas, conforme sua base normativa que está fixada nas Resoluções do CONSEPE Nº 09/93 e Nº 76/97. Diante do exposto, faz-se necessária a colaboração dos Centros, Departamentos e Setores, ou/e de parceiros externos, com outras formas de apoio e recursos para contribuir para a execução dos projetos do PROBEX. 

Anexo 1 Cadastro equipe executora

Anexo 2 Termo de compromisso Modelo

Anexo 3 Ficha cadastro Bolsistas

Anexo 4 Frequência Mensal

Anexo 5 Formulário substituíção e cancelamento de bolsista

Foto (Marçonilia Arnoud)

Foto (Marçonilia Arnoud)

A Pró-reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários (PRAC) informa à comunidade universitária que adquiriu um veículo modelo VAN, com capacidade para 13 passageiros.  A chave do veículo foi entregue, na sede da Prefeitura, na última sexta-feira (11) pelo Prefeito Universitário, Professor Sérgio Alonso, ao Pró-reitor Adjunto da PRAC, Professor Lincoln Eloi, que na oportunidade representou o Pró-reitor Orlando Villar. Esta medida oferece um importante suporte às atividades da PRAC.

Os projetos e programas desenvolvidos através da PRAC necessitavam de um apoio de transportes para execução de suas atividades. Preocupado com esta situação o atual Pró-reitor, em reunião com a Magnífica reitora Margareth Diniz, conseguiu solucionar o problema.

O Pró-reitor Orlando Villar destacou sua satisfação com a aquisição do novo veículo. “Esta medida, somada a outras já conquistadas, contribui para a valorização e o fortalecimento da extensão na UFPB”, comentou.

SAM_2174 10248891_556596214456236_348829962_n

Na última quinta-feira (10) foram discutidas estratégias de promoção cultural da cidade de Taperoá. A reunião contou com a presença do Pró-Reitor de Extensão e Assuntos Comunitários da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Orlando Villar, do coordenador do projeto “É Tudo Improviso”, Valdir Santos, a coordenadora executiva, Shillon Gama, a secretária de cultura da cidade, Renata Pimenta e o cineasta Hebertt Cavalcanti.

Dando continuidade à produção do Festival “É Tudo Improviso”, a reunião consolidou a parceria entre UFPB e a prefeitura de Taperoá, visando contribuir com a visibilidade das produções cinematográficas da cidade, bem como de outras produções da Paraíba. Os filmes exibidos no festival são totalmente artesanais, devido à falta de conhecimento técnico dos cineastas e falta de recursos financeiros. Porém, esses cineastas mostram que a força de vontade, a criatividade e o espírito de equipe supera as limitações como, por exemplo, a falta de equipamentos profissionais.

O festival acontecerá nas cidades de Taperoá, Junco do Seridó, Soledade, Cuité, Manaíra, Queimadas e João Pessoa. Começa nesta segunda-feira (14) ocorrendo simultaneamente nas cidades de Taperoá e Junco do Seridó, seguindo para as cidades citadas, finalizando de 13 a 16 de maio em João Pessoa, no CCTA – Centro de Comunicação, Turismo e Arte da UFPB, com exibição seguidas de debates com enfoques sócios culturais sobre a produção e as temáticas encontradas nesses longas metragens, procurando encontrar meios para a promoção, valorização e preservação deste ciclo cinematográfico.

 

 

 

 

 

O curso de Formação Histórica e Política é uma iniciativa dirigida aos estudantes universitários da área da saúde das Instituições de Ensino Superior (IES), participantes, além de estudantes de pós-graduação ou de cursos técnicos e participantes dos movimentos sociais e trabalhadores, interessados nas atividades de extensão universitária de caráter popular com ênfase na história da luta pelos direitos sociais no Brasil e na participação popular no Sistema Único de Saúde (SUS).

O curso é coordenado pela Faculdade de Enfermagem da Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ, em cooperação com as universidade participantes, como uma das ações do convênio a Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde (SGEP/MS).

A duração do curso será de 60 horas em modalidade semipresencial, ou seja, integrado por momentos de aprendizagem presencial e no ambiente virtual através da plataforma Moodle, sendo 12 horas presenciais e 48 horas no ambiente virtual de aprendizagem. O curso será realizado no período de agosto a outubro de 2014.

Das inscrições

O curso terá certificado de extensão da UERJ e as inscrições estão abertas até 11 de maio. Os candidatos deverão preencher o formulário eletrônico disponível aqui.

Observações:

1 – As inscrições serão por perfil e por Instituição de Ensino Superior participante, nesse caso a UFPB.

2 – Para se candidatar a uma vaga, o estudante universitário da área da saúde deve estar matriculado na Instituição de Ensino Superior para qual efetuar sua inscrição.

3 – Todos os campos do formulário eletrônico de inscrição são de preenchimento obrigatório.

Da seleção

A seleção será realizada de 12 a 31 de maio de 2014, em uma única etapa, conforme critérios definidos para cada Instituição de Ensino Superior. Veja os critérios aqui.

Os candidatos selecionados estarão automaticamente matriculados em uma das turmas do Curso e serão cadastrados no ambiente virtual de aprendizagem (Plataforma Moodle) do Curso. A partir de 03 de junho de 2014, por meio de correspondência eletrônica, os candidatos selecionados receberão uma senha provisória para acessar a plataforma do ambiente virtual de aprendizagem.

Para mais informações, acesse http://www.latic.uerj.br/fhpsaude/.

Na Universidade Federal da Paraíba, o curso será coordenado pela Coordenação de Educação Popular – PRAC/ UFPB.

A Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários – PRAC, através da Coordenação de Educação Popular – COEP, considerando o disposto no item 2.9 do Edital PROEXT 2015 MEC/SESu, qual seja: “caberá às Pró-Reitorias de Extensão, ou setores equivalentes, a seleção interna das propostas que serão enviadas ao MEC, com o intuito de respeitar os limites estabelecidos nos itens 2.5.1 do edital”, bem como visando dar continuidade ao aprimoramento dos processos institucionais de avaliação interna das propostas submetidas ao PROEXT – MEC/SESu, vem divulgar o presente Edital Interno de Pré-Seleção do PROEXT 2015.

Para acessar o Edital clique aqui.

A Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários – PRAC, através da Coordenação de Educação Popular – COEP, vem divulgar a relação de propostas homologadas para continuidade do processo de pré-seleção interna visando ao Edital PROEXT 2015 MEC/SESu.

Para acessar o Edital clique aqui.

Para mais informações, entre em contato através do telefone 3216-7211 ou do e-mail coep.ufpb@gmail.com.

A Coordenação de Educação Popular – PRAC/ UFPB promove o 8º Encontro do Fórum Permanente de Educação Popular em Saúde da Paraíba, com o tema “Política Nacional de Educação Popular em Saúde no SUS (PNEP-SUS): construindo novos caminhos para o SUS com participação, dialogia e construção da emancipação”. O encontro será realizado terça-feira, dia 15, na sala da SODS, localizada no 1º andar da reitoria do campus I da UFPB, às 17h.

O evento terá como convidado Osvaldo Bonetti, consultor técnico da Coordenação de Educação Popular da Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde e um dos líderes articuladores da construção do PNEP-SUS.

forum_eps_cartaz1

Sobre a PNEP-SUS

A Política Nacional de Educação Popular em Saúde (PNEP-SUS) avança cotidianamente no processo de democratização e condução participativa dos movimentos sociais e de demais setores da sociedade na construção do Sistema Único de Saúde (SUS), ganhando materialidade institucional quando publicada no Diário Oficial da União depois de uma reivindicação de quase dez anos. São seis os princípios que orientam a PNEP-SUS: diálogo, amorosidade, problematização; construção compartilhada do conhecimento, emancipação e compromisso com a construção do projeto democrático e popular.

A construção da PNEP-SUS se deu com a criação do Comitê Nacional de Educação Popular em Saúde (Cneps). Composto de 36 membros, entre titulares e suplentes, com representação de 13 movimentos populares, duas entidades dos movimentos representativos dos gestores e 9 representações de áreas técnicas do Ministério, o Cneps articulou ampla participação e diálogo para a definição do plano agora aprovado.

Durante o processo, reuniões regionais congregaram mais de mil participantes em todo o país. O documento final foi em 2013 no Conselho Nacional de Saúde (CNS) e pactuado na Comissão Intergestores Tripartite (CIT) em maio do mesmo ano.

Com a aprovação do PNEP-SUS, estados e municípios que aderirem ao plano terão de criar comitês locais para controle das ações que irão ser criadas e dos recursos financeiros a serem repassados. O plano operacional, à cargo do Departamento de Apoio à Gestão Participativa (Dagep/Sgep/MS) deve ser ampliado progressivamente para outros agentes. O Cneps se reúne a cada três meses e o próximo encontro será dos dias 3 e 4 de dezembro, em Brasília, no qual se discutirá o plano operativo de implementação da PNEPS.

Para mais informações, ligue para 3216-7211 ou envie e-mail para coep.ufpb@gmail.com.






Ponto Eletrônico