Você está aqui: Página Inicial > Contents > Notícias > COEP > PROJETO OFERECE INCLUSÃO SOCIAL DE SURDOS PELA CIÊNCIA

Notícias

PROJETO OFERECE INCLUSÃO SOCIAL DE SURDOS PELA CIÊNCIA

por publicado: 28/01/2016 11h11 última modificação: 28/01/2016 11h11

Um projeto coordenado pela Professora Dra. Sandra Rodrigues Mascarenhas, vinculada ao Centro de Biotecnologia (CBiotec), Departamento de Biologia Celular e Molecular da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), oferece cursos experimentais para inclusão social de surdos pela ciência.

A 14ª edição do curso foi realizada no campus I, no Laboratório de Imunologia do Departamento de Fisiologia e Patologia, no Centro de Ciências da Saúde (CCS) de 15 à 19 de dezembro, com o tema Seres Microscópicos: uma realidade invisível.

Por meio de uma metodologia construtivista, com o auxílio de monitores de graduação, de pós-graduação e de intérpretes de Libras, os alunos e os professores surdos participantes do projeto, são orientados na realização de experimentos laboratoriais que, nessa edição, envolve a microbiologia.

“O objetivo de nosso projeto é inserir o surdo na comunidade científica utilizando a ciência como ferramenta, estimulando a descoberta de talentos, o conhecimento, o acesso à universidade e a inclusão social”, afirmou a coordenadora do projeto, Sandra Rodrigues Mascarenhas.

Intitulado como “O Surdo Cientista”, o projeto foi idealizado em 2005 na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) pelos professores Dr. Leopoldo de Meis e Dra. Vivian Rumjanek. A partir de 2007, a Prof.ª Dra. Sandra Rodrigues Mascarenhas efetivou o projeto na UFPB.
scc4“O nosso principal resultado durante o projeto foi conseguir proporcionar a inclusão social dos surdos, pelo acesso ao curso oferecido e pelos estágios para os alunos selecionados ao final de cada edição. Através da parceria com a UFRJ, esse projeto é único e pioneiro nesse tipo de trabalho”, finalizou.

O projeto “O Surdo Cientista” tem o apoio da Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos comunitários (PRAC) e é financiado pela Coordenação de Aperfeiçoamento Pessoal de Nível Superior (CAPES) e pela Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP).

Fotos: Fabiano Ferreira/COEX