Você está aqui: Página Inicial > Contents > Notícias > COEX > MOSTRA DE CINEMA PARAIBANO COM TEMA SOBRE A DITADURA MILITAR

Notícias

MOSTRA DE CINEMA PARAIBANO COM TEMA SOBRE A DITADURA MILITAR

No dia 14 de junho, no Cine Aruanda às 19:30, ocorreu a mostra de cinema paraibano com o tema sobre a ditadura militar, onde foram exibidos os filmes Ato institucional, Pau-de-arara e Praça de Guerra no Cineclube, projeto do NUDOC junto com a COEX.
por publicado: 22/06/2016 11h31 última modificação: 22/06/2016 11h34

Por: Maria Clara Lima/COEX

No dia 14 de junho, no Cine Aruanda às 19:30, ocorreu a mostra de cinema paraibano com o tema sobre a ditadura militar, onde foram exibidos os filmes Ato institucional, Pau-de-arara e Praça de Guerra no Cineclube, projeto do NUDOC junto com a COEX. Estava presente o coordenador da COEX, Antonio Gualberto; o arte- educador e produtor cultural também vinculado a COEX, Dario Junior; o coordenador do NUDOC, João Lima, o adjunto Marcus Vilar; além do debatedor, Rodrigo Freire e os diretores dos filmes: Helton Paulino, e Ed Junior.

As presenças dos debatedores e dos produtores são de extrema importância, pois a ideia do projeto não é simplesmente mostrar o filme, mas fazer com que o público entenda o que se passa por trás de toda produção, permitindo assim a formação de platéia, que é um dos intuitos do trabalho.

Outro objetivo é a questão da economia criativa, pois o cinema e a música são manifestações artísticas que possuem uma cadeia produtiva boa, os dois atraem as atividades econômicas e a Paraíba possui esse talento nas duas áreas. A COEX juntamente com o NUDOC divulga esses trabalhos, pois uma arte de boa qualidade possui sua importância na formação dos cidadãos.

Em entrevista os produtores Helton Paulino do Ato Institucional, e Ed Junior da Praça de Guerra, foram questionados sobre a importância da exibição dos filmes para os jovens, principalmente os que não estão familiarizados com os temas abordados, eles disseram que a linguagem do projeto é bastante interessante de ser usada, pois acaba ativando a curiosidade dos jovens levando eles a buscarem mais informações sobre os conteúdos, podendo até influenciá-los para serem multiplicadores do trabalho que está sendo realizado.